Oi gente!! Tudo bem? Estão gostando do nosso diário ilustrado da lua de mel? Então curtam, comentem, compartilhem, pleeeeaseTem alguém aí?

Depois de um café da manhã gordo e cheio de ovos e bacon nham nham, fomos curtir nosso segundo dia em ~terra firme~ na ilha de Cozumel, no México. Chegamos lá no mesmo dia que o enorme Oasis of the Seas e outros navios estavam ancorados (nosso navio parecia de brinquedo perto do Oasis), então a ilha estava cheia de cruzeiristas e uma muvuca.

 

DSC_0160

DSC_0164

 

Logo achamos quem nos levaria para o nosso primeiro ~passeio~ e fomos parar no Jenna’s, restaurante beira-mar que serviu de base para o nosso mergulho de capacete – helmet diving. Acabamos optando por essa “modalidade” pois eu tenho problema em um ouvido e não posso deixar entrar água com muita pressão (mergulhar com muita profundidade). Foi bem interessante: descemos por uma escadinha uns 10 metros até o fundo do mar já com o capacete (que tem uma fonte de oxigênio) e depois fizemos uma “trilha” embaixo da água segurando uma cordinha.

 

Cozumel_02

Cozumel_01

 

O instrutor vai largando comida para os peixes aparecerem e também vai nos alcançando alguns bichinhos para tocarmos / vermos mais de perto. A água é incrivelmente azul e transparente ao mesmo tempo, é possível enxergar vários metros longe. Respirar no capacete é bem tranquilo. Senti mais desconforto com o peso do capacete e com a minha claustrofobia e ansiedade do que com a respiração. Mas foi uma experiência legal e só nos despertou mais vontade fazermos um super mergulho com tudo que temos direito (assim que eu resolver de vez meu problema no ouvido).

O Léo ainda mergulhou um pouco com snorkel enquanto eu pegava um sol que já se escondia atrás das nuvens. Na saída, tomamos uma facada para adquirir essas fotos (do que adianta fazer isso se não tivermos fotos, certo?) e depois rumamos ao Dolphinaris e aí, minha gente, foi puro amor! <3 <3 <3 <3 <3

Nosso “mergulho” com golfinhos estava agendado para as 14h e chegamos lá mais cedo, ainda a tempo de filar um almoço quase apanhando dos pássaros por comida (que estava incluído do “pacote”).  Ainda antes da nossa “vez”, circulamos pelas piscinas desse complexo e já interagimos e nos apaixonamos por esses bichinhos mais do que especiais que na verdade queriam comida, mas a gente prefere achar que era amizade eterna e verdadeira.

 

Cozumel_03

 

Então fomos nos preparar para o nosso nado com os golfinhos e, finalmente, descemos para a piscina onde a mágica aconteceu um casal de nadadeiras muito querido estava nos esperando. Foi lindo, uma experiência incrível! Eles fizeram o show deles, mostraram o quanto são inteligentes e nadaram com a gente (muito muito rápido!). Eu parecia uma criança louca de faceira (nunca mostrei tanta gengiva na vida) e nunca vou esquecer o quanto foi especial ficar perto desses bichinhos.

 

Cozumel_04

Cozumel_05

Cozumel_06

 

Na saída, levamos mais uma facada para ter as fotos acima (aliás, qual o problema desses lugares, hein?) e fomos a pé até o porto onde nosso navio estava ancorado. O dia ficou um pouco nublado, então foi perfeito para fazermos essas atividades ao invés de ficarmos deitados na beira da praia em um dia mazomeno.

 

Cozumel_07

 

Demos uma explorada e compramos uns souvenirs nas lojinhas de artesanato ali no porto e voltamos para o nosso navio para nos arrumarmos, jantarmos e curtirmos mais um musical no teatro em alto mar!