Tag: Turistando

Turistando: The London Eye

Nunca vou esquecer da primeira vez que avistei a London Eye. Em 2007, no dia seguinte que cheguei a Londres para o meu intercâmbio, após cumprir as obrigações com a polícia (quando vamos ficar mais de seis meses) e com a escola, saí em direção ao rio para conhecer as redondezas e cheguei até um terraço em Temple de onde avistei pela primeira vez o combo London Eye + Big Ben, visíveis a partir de vários pontos da cidade.

Apesar de que tudo até aquele momento era novidade e que a perspectiva de passar um ano naquela cidade linda me deixava nas nuvens, nada como aquela visão tinha me atingido tanto até então. Nada é mais londrino do que essa vista e eu tinha vontade de gritar de alegria por estar lá!

London-Eye-01

Depois disso, pude ver a London Eye diversas vezes naquele ano em que morei lá. Algumas vezes com amigas e roommates recém chegadas e outras, mais especiais ainda, com meus pais e meu irmão. Também passamos a virada do ano de frente pra ela em meio a queima de fogos, muito frio e uma quantidade absurda de pessoas, mas divertidíssimo.

London-Eye-02

London-Eye-03

London-Eye-04

London-Eye-05

 

Em 2010, eu e o Léo (na época meu namorado) fomos para lá e a primeira coisa que fizemos depois de deixar as malas no hotel (e comer!) foi andarmos na London Eye. Pegamos um entardecer lindo e foi maravilhoso ter essa experiência com ele! De lá, é possível avistar diversos pontos da cidade, mas o mais lindo mesmo é o Big Ben e Parlamento.

 

London-Eye-06

London-Eye-07

London-Eye-08

London-Eye-09

London-Eye-10

London-Eye-11

London-Eye-12

London-Eye-13

London-Eye-14

London-Eye-16

London-Eye-17

London-Eye-18

London-Eye-19

London-Eye-20

Também pegamos um barco no Rio Tâmisa e nossa última parada foi justamente ali, na London Eye. Foi a última vez que a vi e não vejo a hora de voltar lá e dar mais uma voltinha. 🙂

London-Eye-21

London-Eye-22

Os passeios são comprados por intervalos de 30 minutos, que também é a duração de cada passeio. Apesar de parecer bastante, o tempo passa rapidinho. A velocidade é baixa, dá pra curtir o passeio sem enjoar e entrar e sair dela ainda em movimento.

Em cada “cápsula” cabem até 28 pessoas, ou seja, é bastante gente mas o espaço é grande mesmo. Quando fomos estava bem tranquilo, acho que tinha no máximo umas 15 pessoas dentro da nossa. Depende muito da época do ano e do horário.

Eu achei o passeio maravilhoso e recomendo muito para quem vai à Londres. BUT, como tudo por lá, é caro e só visitar a região por fora (tem um centro de visitantes e uns jardins muito bacana) também já vale super a pena! Hoje sai em torno de 25 libras por adulto e um pouco menos pela internet.

 

Saiba mais!
https://www.londoneye.com/

 

Me bateu uma saudade de lá… Vamos?

Um beijo,

sign_gabi

Turistando: Warner Bros. Studio Tour Hollywood

Na verdade esses estúdios ficam na cidade de Burbank, na Califórnia, onde ficam outros estúdios grandes como a Universal e seu parque de diversões. Diferente deste, a visita à Warner é puramente focada na produção de cinema e séries de TV. É um local de trabalho, e não um parque.
 

Warner-1

 
Pra falar a verdade, essa visita não foi algo planejado para fazer enquanto estivéssemos, eu e minha amiga Cris, em Los Angeles. Em algum lugar por lá, recebi o panfleto do tour e achei que seria interessante. Liguei para reservar um horário e fomos no último tour do dia, 4.30 pm, de uma quarta-feira, se não me engano.
 

Warner-0

 
Chegamos de carro pelo estacionamento (indicado pelo atendente ao telefone) e atravessamos a rua para onde o tour começaria – uma loja linda e cheia de coisas das séries e filmes que amamos. Ali pagamos os ~salgados~ USD 48 da visita guiada e ficamos aguardando o tour começar (e durou aproximadamente umas 2 horas).
 

Veja também: Loja da NBC em Nova York

 

Warner-8

 
Todo o percurso pelos estúdios é feito naqueles carrinhos ~tipo~ de golf, mas um pouco maiores (penso que éramos uns 12 por turma em dois carrinhos). Entretanto, a primeira etapa foi numa pequena sala estilo cinema onde projetaram um filme de boas vindas mostrando as mais diversas filmagens que foram produzidas pela Warner em sua história, incluindo filmes, seriados e programas de auditório feitos ali, naquele campus.
 

Warner-carrinho

 
Recebemos as instruções, subimos nos carrinhos com o nosso guia e já demos uma voltinha pelo labirinto de estúdios que é Warner Brothers, um dos maiores produtores de entretenimento do mundo. Infelizmente, durante os passeios no carrinho, o guia nos obrigava a guardar as câmeras fotográficas embaixo de cada banco – sendo permitido tirar fotos apenas quando eles autorizavam.
 

Warner-3

Warner-2

 
A primeira parada foi nos pavilhões onde eles produzem diversos artefatos para os cenários. São diversos estúdios enormes onde artesãos parecem fazer com que qualquer coisa seja possível de ser confeccionada ou imitada para que pareça real na tela. Até a neve falsa dos filmes é feita ali.
 

Warner-4

 
Depois, fomos a um pavilhão enorme de móveis e artigos de decoração, onde o guia aponta para itens memoráveis utilizados em filmes. Tem tanta tralha e tanta tranqueira que nesse ponto ficamos um pouco decepcionadas por não conseguir identificar ou lembrar de nada daquilo (apesar do guia estar sempre falando o que foi usado, quando, por quem e em que filme). Mas nesse mesmo pavilhão, tivemos uma grata surpresa: eles mantêm montado o set do Central Perk, do seriado Friends – um dos grandes sucesso desses estúdios!
 

Friends-1

Friends-2

Friends-3

 
Não preciso nem dizer o quanto fiquei emocionada, né? Realmente não sabia que iria encontrar isso lá, e para uma fã de Friends desde sempre como eu, foi muito, muito legal! Aqui, a visita já estava paga! 😉
 

Friends-5

 
Por lá, é visível o apego que eles ainda têm pelo seriado, pois nomearam o estúdio onde gravaram todas as temporadas de Friends com o nome da série, e volta e meia cruzávamos com alguma referência.
 

Friends-8

 
Na sequência, visitamos um museu muito bacana com a exposição de diversos figurinos utilizados nas produções, com as devidas referências e até fotos das cenas em que apareciam. Alguns “Oscars” ganhos pelo estúdio também estão expostos por lá, e chegar perto de uma estatueta original é realmente emocionante para quem é amante do cinema. 🙂
 

Warner-5

 
Demos também uma voltinha pelos cenários a céu aberto, vimos uma pequena Nova York e a cidade cenográfica de Gilmore Girls e Hart of Dixie (ambas que eu também <3). Esse momento foi muito legal pois era bem mais fácil de reconhecer os lugares e imaginar as cenas acontecendo ali mesmo. Infelizmente não pegamos nenhuma gravação enquanto estávamos lá. 🙁
 

Warner-cen5

Warner-cen6

Warner-cen7

 
Por fim, fomos a um pavilhão onde estão expostos diversos veículos utilizados nos filmes. E lá mesmo fizemos uma foto que era tipo um souvenir do passeio, naquelas telas enormes de fundo verde. Mas o mais legal mesmo, que infelizmente não tenho provas, foi termos entrado no estúdio de Two and a Half Men (na época do Charlie Sheen, em que a série estava bombando). Estava vazio, mas foi muito legal estar lá e ver tudo montadinho como vemos na TV (e é tudo bem menor ao vivo, a TV aumenta mesmo!). 🙂
 

Warner-6

Warner-7

Warner-9

 
No caminho, é possível ver alguns daqueles trailers onde ficam os artistas, reconhecer alguns escritórios e estúdios e ter a certeza de que se está à alguns metros de alguma celebridade, sem nem saber quem! Acredito que todo o tour deve ser diferente, pois deve variar de acordo com o que está acontecendo naquele dia. Melhor nem falar muito nas possibilidades para não estragar a surpresa. 😉
 

Warner-cen3

Warner-cen1

Warner-cen2

Warner-cen4

 
Achei o tour maravilhoso! Alguns momentos meio chatos, mas outros tão bacanas que compensam! De lá pra cá (fomos em 2010), o preço aumentou bastante, mas pelo que vi no site, eles melhoraram a experiência, então ainda deve valer a pena, principalmente pra quem adora as séries da Warner como eu. Importante lembrar que esse passeio é melhor para quem entende bem inglês e sabe os nomes de filmes e séries nessa língua, embora se tenha, hoje em dia, tour em espanhol também.
 

Saiba mais!
http://www.wbstudiotour.com/tour

 

Deu vontade de ir lá, né? Conta aí pra mim!

Um beijo,

sign_gabi

Turistando: The Metropolitan Museum of Art – MET (NY)

Se você já ouviu falar de algum museu em Nova York, com certeza é o The Metropolitan Museum of Art, ou o MET, para os íntimos. E se você só terá tempo de conhecer um museu na sua visita por lá, é esse mesmo que deve estar no seu roteiro!

Primeiro, pela excelente localização: coladinho no Central Park e no centro do Upper East Side. Segundo, pela linda arquitetura do prédio de 1880, uma atração por si só! E terceiro, e mais importante, por ser um dos maiores museus de arte do mundo, com uma coleção de mais de 2 milhões de peças que cobre mais de 5 mil anos de cultura!

MET_01
Em 2010: a famosa escadaria do MET (e nós posando de Gossip Girl ~ #sqn) 😛

 

MET_02
Em 2013: Eu e mamis devoramos um dogão sentadinhas na escadarias! Phynas!

 

MET_03
The Great Hall

MET_04

MET_05

MET_06

MET_07

American Wing – The Charles Engelhard Court: lindo salão com luz natural e um café para tomar apreciando essas belezinhas!

 

MET_08

MET_09

MET_10

Salas e galerias com esculturas romanas e gregas: lindo!

 

MET_11

MET_12

 

O museu tem diversas “asas” e galerias para diversas civilizações, períodos da história e países. É meio impossível ver quase tudo em uma visita, então é bom pegar o mapa na entrada, escolher o que se quer ver e ir direto ao assunto. Para encerrar com muitas fotos, a ala de galerias que mais chama atenção: a de arte egípcia! Além de diversos artefatos, múmias, túmulos e tombas, tem o Templo de Dendur lá dentro! É realmente impressionante. (P.S.: e o que sobrou lá no Egito pra contar história?)

 

MET_13

MET_14

MET_15

MET_16
Esse lugar é especialmente lindo, pois tem uma vista espetacular do Central Park! Ao fundo o Templo de Dendur.

MET_17

MET_18

MET_19

MET_20

 

Eu acho o MET uma atração super imperdível para quem vai ficar em Nova York mais do que uns 4 dias. Fui lá nas duas vezes que estive na cidade e provavelmente voltarei, pois ainda tem várias alas para conhecer! Ah, e as lojinhas são lindas!

Saiba mais!
Link para MET Museum
Valor recomendado*: USD 25
Funcionamento: 10h às 17h30min (21h sextas e sábados)
Metrô: linha verde (4, 5, 6), descer na estação 86th St.

 

*Na primeira vez que fui ao MET, eu tinha o The New York Pass, então apresentamos o passe que é aceito lá e retiramos a entrada como se fosse paga. Na segunda vez, acompanhada por uma prima querida, mas pão-dura, fui convencida a entrar sem pagar já que o valor é somente “recomendado“, ou seja, não é obrigatório. Você pode pagar/doar ao museu o quanto puder para visitá-lo. Foi tranquilo, mas minha consciência pesou.

 

Um beijo!

sign_gabi

Turistando: Estátua da Liberdade (em duas opções!)

Ainda no clima de retomada de tags, volto com Turistando pra falar um pouco sobre mais um must-see novaiorquino: a Estátua da Liberdade! Como tive a oportunidade de vê-la de pertinho duas vezes de formas diferentes, vou contar pra vocês como foi cada uma. Vem comigo?

 

* 1ª vez: Statue of Liberty Ferry *

Quando fui em 2010, compramos o The New York Pass e a Estátua da Liberdade foi o primeiro passeio que fizemos. O passe incluía o Statue of Liberty and Ellis Island Immigration Museum através de um curto trecho de barco que sai do Battery Park, bem ao sul de Manhattan. Lá no parque, pegamos o ticket no Castle Clinton National Monument, passamos por um detector de metais e procedimentos de segurança e logo embarcamos no ferry.

 variegabi_estatuadaliberdade_1

Vistas de dentro do barco para o sul de Manhattan, com Battery Park e Castle Clinton

 

variegabi_estatuadaliberdade_2

Já no barco (ou ferry) – passamos por Ellis Island.

 

Desembarcando na ilha, que é razoavelmente pequena, é possível dar uma volta em toda ela e ver o skyline de Manhattan. A ilha é bem arborizada e florida, um passeio bem agradável! Muito bacana poder ver a Estátua bem de pertinho (e até entrar lá) e tirar foto da moça de todos os ângulos.

 variegabi_estatuadaliberdade_3

Fotinhos tiradas na ilha!

 
O dia estava meio nublado e o tempo ficava abrindo e fechando, mas renderam boas fotos e boas risadas! Apesar do ticket incluir também a visita a Ellis Island, optamos por ir apenas à ilha da Estátua. Mas parece ser bem bonita também!
 

Saiba mais!
Link para Statue of Liberty National Monument
Link para Statue Cruises (que operam os ferries)
Preço: USD 18
Freqüência: aprox. de 25 em 25 minutos, das 9h30min às 15h30min
Onde pegar o ferry: Battery Park (Estação de Metrô Bowling Green)

 

* 2ª vez: Staten Island Ferry *

Já em 2013 sugeri para as minhas companheiras de viagem (mamis e prima) fazermos esse passeio gratuito que passa perto da ilha, mas que é, na verdade, o transporte público de passageiros entre Manhattan e Staten Island. Elas super toparam e fomos bem cedinho para a estação de onde partia do Staten Island Ferry. Lembro que tomamos café por lá enquanto aguardávamos a próxima saída.

 

variegabi_estatuadaliberdade_4

O terminal, dentro do barco tomando café, skyline de Manhattan (aquele barquinho branco é o do passeio para a Estátua da Liberdade que eu falei acima) e a vista da Estátua de dentro do Staten Island Ferry.

 

Quanto à vista da Estátua da Liberdade, eu achei bem ok. Nada demais para quem já foi na própria ilha da Estátua, mas mamis e prima gostaram do passeio e pra elas foi suficiente vê-la daquela distância.
 

variegabi_estatuadaliberdade_5

Eu e a Estátua, a ponte do Brooklyn vista do barco, companheiras de viagens, barquinho da escolta e o ferry boat homônimo fazendo o percurso de volta.

 

O barco é enorme e tem umas áreas externas, mas como estava muito frio e ventando, ficamos mais na parte interna mesmo. Notei que havia um barco menor que fazia a escolta do ferry. Sinistro, né?

 

variegabi_estatuadaliberdade_6

Cenas de Staten Island, um amor! E o dia lindo ajudou né?

 

Staten Island é uma graça! Como era outono e por lá tudo é super bem cuidado, as árvores e jardins estavam lindos! Adoramos conhecer esse subúrbio newyorker.

No vlog que fiz dessa viagem, tem vários momentos desse passeio – veja aqui!

 

Saiba mais!
Link para The Staten Island Ferry
Preço: grátis!
Funcionamento: 24h
Freqüência: 15min nos horários de pico, 20/30min nos demais, 1h na madrugada
Onde pegar o ferry: Whitehall Terminal (Estação de Metrô South Ferry Loop)

 

-x-

Acho que vale a pena esperar um dia bem lindo de sol e pouco vento para fazer qualquer um desses passeios, pois lá venta muito e é mais frio do que em Manhattan. Mas vale muito a pena, hein?

Um beijo,

Gabi.

Turistando: Rockefeller Center + Top of the Rock

Oiii! Como foram de findi? Aqui em POA fez um lindo findi com sol e calor (e um sobrinho querido aqui em casa!)

🙂

Bom, hoje trouxe novamente a tag Turistando pra falar um pouquinho sobre um dos pontos turísticos mais centrais de Nova York: o Rockefeller Center. E é central meeeesmo, porque fica em uma das localizações mais populares da ilha – Midtown. Nas vezes em que estive lá, a gente acabava passando pelo Rockefeller várias vezes ao dia.

 

Variegabi_Rockefeller_1

Em 2010, em frente à pracinha do complexo à noite. 

Ao fundo a famosa estátua dourada de Prometheus (Paul Manship, 1934).

 

O centro é composto por 19 prédios comerciais, incluindo a famosa praça onde anualmente é montada a pista de patinação no gelo e a árvore de Natal, e muitas lojas, restaurantes e atrações. Milhares de empresas, como GE, Deloitte, Bank of America, Barclays, McGraw-Hill, entre outras, ocupam as diversas salas e andares do complexo.

 

Variegabi_Rockefeller_2

Clicks de 2013: a árvore de Natal sendo montada, o GE Building por dentro (linda pintura, né?), detalhes art déco de um dos prédios por fora, e a famosa escultura “O Atlas” que fica na 5ª avenida (Lee Lawrie, 1937).

É muita riqueza!

 

Os primeiros 14 prédios foram construídos pela família Rockefeller, uma das famílias mais ricas e poderosas dos Estados Unidos, em 1939. Foi o maior projeto de construção já realizado até então. Projetado pelo arquiteto Raymond Hood, o complexo empregou mais de 40.000 construtores e exibe o clássico estilo Art Deco. Durante os anos 60 e 70, outros 4 prédios em estilo mais moderno e internacional foram construídos na Avenue of the Americas e, mais tarde, o Time-Life Building foi incorporado ao complexo. (Fonte: site oficial e guias de viagem)

 

Variegabi_Lunch_atop_a_skyscraper

A famosa foto “Lunchtime atop a Skyscraper” de Charles C. Ebbets foi tirada durante a construção em 1932.

 

Variegabi_Rockefeller_3

Clicks de 2010: o prédio 30 Rock e praça com lojinhas, lindamente iluminada e decorada!

 

Top of the Rock

Nos andares 67º a 70º do prédio 30 Rockefeller (GE Building) fica o observatório do complexo. Da vista de 360º da ilha de Manhattan é possível enxergar a grandiosidade do Central Park e os demais prédios da cidade como o Empire State e o Chrysler Building. É legal variar o horário para subir no Top of Rock e no Empire State, ou se você for mais de uma vez lá, ir em algum de dia e outro de noite, por exemplo!

 

Variegabi_Top_of_the_Rock_2

Vista diurna, em 2013. Óculos escuros: pra quê?

 

Variegabi_Top_of_the_Rock_1

Vista noturna, em 2010.

 

The Ice Skating Rink

A popular pista de patinação no gelo do Rockefeller Center é montada todo inverno (de novembro à março) junto à árvore de Natal. Tive a sorte de pegar aberta e foi uma experiência muuuito divers! No início a gente fica meio tensa mas depois pega o jeito e se solta mais. Pra quem vai pra Nova York nessa época, tem várias possibilidades de experimentar, pois a cidade fica cheia de rinques (só no Central Park são dois!).

 

Variegabi_Ice_Skating

Eu e a prima tentando ficar em pé patinar!

 

Radio City Music Hall

O teatro é de 1932, mais antigo que o resto complexo, também no estilo Art Deco. Acomoda mais de 6.000 pessoas e, além de grandes eventos e premiações, como Grammy e Tony Awards, atrações nacionais e internacionais, recebe há mais de 70 anos o show de Natal das Rockettes, o Radio City Christmas Spectacular.

 

Variegabi_Radio_City

Em 2013 de dia, e em 2010 à noite!

 

NBC

Lá também ficam os escritórios e estúdios da rede de televisão americana e dá para conhecer e até participar de alguns programas. Também tem uma loja muito fofa – contei melhor aqui nesse post.

 

DSC01256

Eu e a minha best nos divertindo em 2010!

 

Lojas

Além a lojinha lindia! da NBC, o complexo tem mais de 100 lojas! Naqueles quarteirões é possível encontrar muuuita coisa bacana, como as lojas da Nintendo, Lego, Anthropologie, Coach, Michael Kors, Aldo, Banana Republic, Godiva, Hallmark (a papelaria), J. Crew, L’Occitane, Longchamp, Swarovksi, The Body Shop, entre várias outras!

 

Restaurantes

Tem vários lugares bacanas, pra fazer um lanchinho, tomar um café ou até fazer uma refeição chiquérrima! Os mais populares são Au Bon Pain, Auntie Anne’s, Ben & Jerry’s, Chipotle, Dean & DeLuca (alô Felicity!), Dunkin Donut’s, Magnolia Bakery (onde comi o melhor brownie do mundo!), Pret A Manger, Starbucks e Subway, entre muuuitos outros, incluindo o famoso AND chiquésimo Rainbow Room que fica no 65º andar do 30 Rock.

 

Algumas curiosidades:

– O seriado 30 Rock tem no título a referência ao endereço de um dos prédios, onde se passaria a empresa do seriado.

– Time-Life Building  é o prédio onde fica a revista Life do filme “A Vida Secreta de Walter Mitty” <3 <3 <3

– O complexo teria sido erguido bem antes como uma sede para a Metropolitan Opera mas a crise de 1929 postergou e mudou o objetivo da construção.

– Durante a guerra uma das salas do complexo abrigava as principais operações e tomadas de decisão da Força Aliada britânica, bem como órgão que mais tarde se ronaria a famosa C.I.A.

– Na história, o conjunto já “mudou de mão” algumas vezes, e hoje os donos são outras famílias americanas que compraram o complexo em 2000 por 1.85 bilhões de dólares.

 

 No meu vlog (vídeo) de viagem dá pra ver vários momentos no Rockefeller, como a nossa subida no Top of Rock e a patinação!

Clique aqui pra ver!

 

Confira!

Endereço: Entre a 5th e a 6th Ave, entre a 48th e a 51st Street – Midtown Manhattan

Preço para subir no Top of the Rock: USD 29 (para adultos)

Preço para patinar no gelo: USD 27 para 1h30min (site específico) + aluguel dos patins

Maiores informações no site oficial: www.rockefellercenter.com

 

Deu vontade de se teletransportar djá, né? Em mim deu.

Um beijo,

Gabi,